Aterações no manual de crédito rural foram aprovadas e já valem para a safra 2014/2015

Avalie este item
(1 Voto)

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta para mudanças no Manual de Crédito Rural (MCR). O manual consolida as normas aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e as divulgadas pelo Banco Central do Brasil, relativas ao crédito rural. As orientações são destinadas aos produtores rurais e as instituições financeiras que operam no Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR). 

No dia 20 de junho, o Conselho Monetário Nacional aprovou alterações no MCR, e a Confederação destaca que as novas orientações já passam a valer para safra 2014/2015. Entre as novas medidas está a prorrogação da obrigatoriedade de contratação de seguro rural juntamente com o crédito de custeio para 1.° de julho de 2015. O novo prazo foi uma demanda dos produtores rurais, por entenderem que faltam seguros agrícolas que se enquadrem na realidade do meio rural onerando o produtor devido seu alto custo. 

Agora, os agricultores enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura familiar (Pronaf) terão taxas de juros ao ano de 1,5%, de 3,0%, e de 3,5%. Além disso, o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) teve ampliado para R$ 660 mil e R$ 385 mil, respectivamente, os limites por beneficiário para crédito de custeio e investimento reais. A taxa de juros passou para 5,5% ao ano.

UK betting sites, view full information www.gbetting.co.uk bookamkers